Ação integrada é solução para galpões industriais abandonados

8 de fevereiro de 2013, por , Postado em Clipping, 0 Comentários

Aquilo que já foi símbolo de progresso e desenvolvimento, hoje representa uma cicatriz que impede a fluidez do tecido urbano. Sob a ótica urbana, esta é a metáfora que descreve a situação de muitos galpões industriais encravados nas cidades. As razões desse problema são diversas: [i] crescimento urbano desordenado que abraçou quadras inteiras onde antes o uso era predominantemente industrial; [ii] valorização da terra, que fez com que essas áreas convivam hoje com residências, comércio e serviços; [iii] mudança dos processos industriais; [iv] e, por fim, a criação de incentivos fiscais que levou muitas empresas a se transferirem para outros lugares deixando para trás um legado de imensas áreas subutilizadas ou abandonadas.

Parte delas, a iniciativa privada absorve e transforma, como foi o caso do Brascan Century Plaza (antiga fábrica da Kopenhagen), no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo, e do Espaço Cerâmica (antigas instalações da Cerâmica São Caetano), no município de São Caetano do Sul. Vez ou outra, também ocorrem operações de vulto capazes de resolver a situação, como aconteceu nas operações urbanas Lapa-Brás e Mooca-Vila Carioca.

Em geral, os planos diretores e os projetos urbanísticos falam apenas do desenvolvimento sem apresentar soluções para as empresas que ainda ocupam esses galpões. É necessário que surjam alternativas para o empresário transferir suas atividades para outro lugar, fazendo uso de operações imobiliárias e financeiras (built-to-suit, por exemplo) que não oneram o balanço da empresa e ainda geram recursos. Nessa lógica integradora, devemos considerar: a análise da demanda da empresa (espaço e localização); a prospecção de áreas do empreendimento; a avaliação do ativo para o desenvolvimento imobiliário; e o plano da transferência. Trata-se de um trabalho complexo, mas, se for bem estruturado e receber o apoio de iniciativas públicas, pode trazer vantagens para todas as partes envolvidas.

Leandro Jubilato é arquiteto e urbanista, consultor especialista em Real Estate e sócio-diretor da IXR Property Advisory.

(artigo publicado na InfoZAP, edição 03, fev/2013)